Tuesday, April 30, 2013

Pãezinhos de maçã e marzipã + uma leitura interessante

English version

Apple and marzipan rolls / Pãezinhos de maçã e marzipã

Uma das coisas que mais gosto de fazer é ler sobre como filmes são feitos e especialmente como diretores e atores são escolhidos para cada projeto; há personagens impossíveis de imaginar com outras caras – dá pra pensar em Tom Selleck como Indiana Jones? – enquanto que para outros eu teria escolhido intérpretes diferentes: por exemplo, a minha Tempestade seria Vanessa Williams em vez de Halle Berry.
Ryan Adams postou um trechinho da autobiografia de William Friedkin em que ele descreve a escolha do elenco de “O Exorcista” – é uma leitura bem interessante. Acho a performance de Ellen Burstyn no filme uma das melhores que vi na vida inteira e é incrível descobrir que ela sequer havia sido cogitada para o papel. Também é curioso como Jason Miller foi escolhido para interpretar o Padre Karras. Friedkin é um diretor que admiro – não vejo a hora de assistir a “Killer Joe - Matador de Aluguel” – e acabei adicionando o livro dele à minha já enorme lista de desejos. :)

***

Desde que preparei o marzipã do Paul Hollywood pela primeira vez tenho me esbaldado com receitas que haviam sido guardadas por anos – estes pãezinhos vieram do site do Waitrose e são exatamente a delícia que imaginei que seriam.

Pãezinhos de maçã e marzipã
um tiquinho adaptados do Waitrose

2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo comum
7g de fermento biológico seco
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
1 ovo grande
100g de manteiga sem sal, derretida
1/3 xícara (80ml) de leite integral morno
½ colher (chá) de extrato de baunilha
200g de marzipã ralado – usei caseiro, receita aqui
1 maçã Granny Smith grande
½ xícara (75g) de passas claras
½ colher (chá) de canela em pó
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Coloque a farinha, o fermento e o açúcar na tigela grande da batedeira – você vai usar o batedor em formato de gancho ou o batedor para massas pesadas. Faça um buraco no centro dos ingredientes secos e adicione o ovo, a manteiga, o leite e a baunilha e misture para combinar. Bata em velocidade médio-baixa até que uma massa comece a se formar. Continue batendo por mais 5-6 minutos ou até que a massa esteja macia e elástica – se preferir, sove com as mãos por cerca de 10 minutos. Transfira para uma tigela grande levemente untada com manteiga, cubra com filme plástico e deixe crescer em um lugar morninho por cerca de 1 ½ horas ou até que dobre de volume. Enquanto isso, unte com manteiga uma forma redonda de 23cm de diâmetro.
Dê um soquinho na massa para extrair o excesso de ar e transfira para uma superfície levemente enfarinhada. Com um rolo, abra a massa até obter um retângulo de 40x20cm. Espalhe o marzipã sobre a massa deixando 1cm de beiradas sem recheio. Descasque e pique a maçã e espalhe sobre o marzipã. Misture as passas com a canela e espalhe sobre os recheios. Começando pelo lado mais longo da massa, enrole como se fosse um rocambole, formando um cilindro fino. Corte em 8 fatias iguais e arrume-as com o lado cortado virado para cima na forma preparada, deixando um espacinho entre elas. Cubra com um pedaço de filme plástico untado com manteiga e deixe crescer novamente por cerca de 1 hora ou até que os pãezinhos se juntem dentro da forma (os meus precisaram de 2 horas para isso).
Pré-aqueça o forno a 190°C.
Retire o plástico dos pãezinhos e asse-os por cerca de 30 minutos ou até que dourem bem – caso estejam ficando dourados demais e ainda faltar muito tempo de forno cubra-os de maneira frouxa com papel alumínio. Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 15 minutos e então desenforme com cuidado sobre a gradinha. Polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva mornos ou em temperatura ambiente.

Rend.: 8 unidades

Sunday, April 28, 2013

Cookies floresta negra

English version

Black forest cookies / Cookies floresta negra

Anos atrás, quando comecei a usar receitas americanas, algo que eu queria muito tentar fazer em casa eram os biscoitos com gotas de chocolate: eles não são parte da nossa cultura culinária e quando eu era pré-adolescente havia duas versões industrializadas, os Savoy cookies, que eram gostosinhos mas super caros, e os Chocookies, que eram secos. Vocês se lembram? Agora que já fiz várias receitas de chocolate chip cookies gosto de experimentar variações como esta, que leva cerejas secas: elas dão uma maciez azedinha aos biscoitos. Muito, muito bons.

Cookies floresta negra
um nadinha adaptados do lindíssimo Annie Bell's Baking Bible (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¼ xícara + 2 colheres (sopa) - 75g - de açúcar cristal
¼ xícara (44g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
1 ovo grande
½ colher (chá) de extrato de baunilha
50g de cerejas secas
150g de chocolate amargo ou meio-amargo em gotas – usei um com 53% de cacau

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento e o sal.
Na tigela grande da batedeira bata a manteiga e os açúcares até obter um mistura clara e cremosa. Junte o ovo e a baunilha. Raspe as laterais da tigela. Em velocidade baixa, junte os ingredientes secos batendo somente até incorporar. Com uma espátula de silicone, incorpore as cerejas e o chocolate.
Faça bolinhas com 2 colheres (sopa) niveladas de massa e coloque nas assadeiras preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse por 10-12 minutos ou até que os biscoitos estejam levemente dourados por toda a superfície e um pouquinho mais escuros nas extremidades. Co uma espátula fina de metal, solte os biscoitos do papel e deixe esfriar completamente na assadeira.

Rend.: cerca de 20 unidades

Friday, April 26, 2013

Pãezinhos de coco + uma decepção com seriado

English version

Coconut buns / Pãezinhos de coco

Esperei meses para que a quinta temporada de “Mad Men” chegasse ao Netflix só que agora, depois de assistir a todos os episódios, não gostei muito, não. :/

* spoilers *

Detestei o destino dado a dois dos meus personagens favoritos, Joan e Lane, e Don Draper não parece ser mais aquele personagem interessante de temporadas passadas – pelo menos Pete e Peggy tiveram ótimos finais. Todas as outras quatro temporadas são favoritas minhas por isso espero que a sexta volte ao que o seriado era antes. Vocês já viram a quinta temporada? Gostaram?

* fim dos spoilers *

Se “Mad Men” foi uma decepção não posso dizer o mesmo destes pãezinhos: muito macios, ficaram deliciosos tanto purinhos quanto com geleia de framboesa; as receitas do "Baking by Flavor" nunca me desapontam.

Pãezinhos de coco
um tiquinho adaptados do sempre delicioso e ótimo Baking by Flavor

- xícara medidora de 240ml

2 ¼ colheres (chá) de fermento biológico seco
1/3 xícara de açúcar cristal
2 colheres (sopa) de água morna
1 ovo grande
½ colher (sopa) de extrato de baunilha
¼ xícara de creme azedo (sour cream)*
¼ xícara (60ml) de leite de coco
2 xícaras + 2 colheres (sopa) - 300g - de farinha de trigo, uso dividido
¼ colher (chá) de sal
¼ colher (chá) de noz-moscada moída na hora
1/8 colher (chá) de canela em pó
1/3 xícara (33g) de coco em flocos adoçados
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida e em pedacinhos

Para assar os pães:
1 ovo, levemente batido com um garfo, para pincelar a massa
cerca de ¼ xícara de coco em flocos adoçados, para polvilhar sobre a massa

Na tigela grande da batedeira, misture o fermento, ½ colher (chá) do açúcar e a água morna. Reserve por 5 minutos ou até que a mistura espume. Adicione o ovo, a baunilha, o açúcar restante, o creme azedo e o leite de coco e misture para incorporar. Acrescente 2 xícaras da farinha, o sal, a noz-moscada, a canela e o coco e misture em velocidade médio-baixa até obter uma massa. Acrescente a manteiga aos poucos, e depois sove até que amassa esteja homogênea e elástica, cerca de 5 minutos – se a massa estiver grudenta demais acrescente as 2 colheres (sopa) de farinha restantes, mas tenha em mente que esta massa é bem molinha mesmo. Transfira para uma tigela grande untada com manteiga, cubra com filme plástico e deixe crescer em temperatura ambiente por 1 hora. Leve à geladeira por 4-5 horas ou de um dia para o outro.
Unte com manteiga uma forma retangular de 20x30cm. Reserve.
Retire a massa da geladeira e transfira para uma superfície levemente enfarinhada. Sove 3-4 vezes e então divida em 9 porções iguais. Faça uma bolinha com cada parte de massa, enrolando-a na superfície usando uma das mãos em formato de concha. Arrume as bolinhas de massa na assadeira preparada deixando 2,5cm de distância entre uma e outra. Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer novamente até que a massa dobre de voluma, cerca de 2 horas. Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 190°C.
Pincele os pãezinhos com o ovo batido e salpique com o coco ralado. Asse por 20-25 minutos ou até que dourem bem. Sirva morninhos ou em temperatura ambiente.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 9 unidades

Wednesday, April 24, 2013

Curry de grão-de-bico com couve-flor e tomates assados e uma viagem que mudou muita coisa por aqui

English version

Chickpea curry with roasted cauliflower and tomatoes / Curry de grão-de-bico com couve-flor e tomates assados

Vocês que visitam o blog há algum tempo sabem que meu marido é um caso clássico de enjoadinho para comer – há diversas coisas que ele não come. Isso me entristece por ele perder várias delícias, mas o que posso fazer? Não posso forçá-lo – eu odiava quando minha madrasta nos forçava a comer sua comida nojenta e foi por isso que comecei a cozinhar. Simplesmente considero azar dele – como eu a comida gostosa e deixo pra lá.

Ano passado ele foi à China em uma viagem de trabalho e este foi um dos presentes mais bacanas que o Universo poderia me dar: diversos dias e muitos rolinhos primavera depois ele voltou para casa um homem mudado – pelo menos no quesito comida. Sim, ele ainda é um pouquinho chato e quer comer sempre os seus pratos favoritos, mas ele tem provado coisas diferentes por livre e espontânea vontade. Ele comeu este curry vegetariano – uma das ótimas receitas da Martha – o que me deixou boba, porque ele não gosta de grão-de-bico. Ou de couve-flor. Já que ele estava sendo um menino tão comportado troquei o coentro por salsinha – doses homeopáticas, gente, doses homeopáticas. Mais umas duas viagens à China e ele se tornará um foodie – acho que vou dar uma ligadinha para o chefe dele e lhe enviar uma caixa de brownies. ;)

Curry de grão-de-bico com couve-flor e tomates assados
um nadinha adaptado do ótimo Meatless: More Than 200 of the Very Best Vegetarian Recipes

- xícara medidora de 240ml

½ couve-flor (cerca de 450g) cortada em pequenos buquês (descarte os cabos mais espessos/duros)
2 colheres (sopa) + 2 colheres (chá) de azeite de oliva
2 xícaras de tomates cereja
sal e pimenta-do-reino moída na hora
1 cebola grande bem picadinha
3 dentes de alho amassados
1 colher (sopa) de gengibre fresco ralado
1 colher (sopa) + 1 colher (chá) de curry em pó
3 xícaras de grão-de-bico cozido- se usar o de lata, enxague bem e escorra
2 ½ xícaras de espinafre bebê*
1 colher (sopa) de coentro fresco picado – usei salsinha

Pré-aqueça o forno a 190°C. Envolva a couve-flor com 1 colher (chá) do azeite e arrume em uma camada única (sem sobrepor os buquês) em um lado de uma assadeira grande e de beiradas baixas. Envolva os tomates com 1 colher (chá) do azeite e arrume-os da mesma forma, do outro lado da assadeira. Tempere tudo com sal e pimenta-do-reino e asse por cerca de 25 minutos ou até que os buquês de couve-flor estejam bem dourados em alguns pontos e os tomates estejam macios.
Em uma panela média, aqueça as 2 colheres (sopa) de azeite restantes em fogo médio-alto. Refogue a cebola, mexendo ocasionalmente, até dourar, cerca de 10 minutos. Junte o alho, o gengibre e o curry em pó e cozinhe, mexendo, até perfumar, cerca de 1 minuto. Acrescente o grão-de-bico, os tomates e 2 xícaras (480ml) de água. Deixe ferver, abaixe o fogo, tampe e deixe cozinhar por 8 minutos.
Acrescente a couve-flor e cozinhe até aquecê-la e amaciar o grão-de-bico, cerca de 8 minutos. Acrescente o espinafre e o coentro e tempere com sal e pimenta. Sirva com arroz.

* acrescentei cerca de 80g de espinafre congelado em vez do fresco pois não o tinha em casa; o curry ficou verde, o que para algumas pessoas pode não ser apetitoso (o sabor ficou muito bom). Antes de servir, adicionei um punhado de agrião bebê ao curry.

Serves 4 – I halved the recipe above, we both ate generously and there was still curry left, enough to serve one more person

Monday, April 22, 2013

Bolo mesclado com canela

English version

Cinnamon swirl loaf cake / Bolo mesclado com canela

Acho que usar um livro de receitas pela primeira vez pode ser meio complicado: se a receita dá certo – o que acontece na maioria das vezes – eu fico doida pra usar o livro de novo, e de novo, até mesmo à exaustão, mas se a primeira receita dá errado eu tendo a deixar o livro de lado. Sei que não deveria fazer isso já que receitas ruins podem acontecem com qualquer um, mas realmente não consigo evitar. Vocês também se sentem assim?
Depois do maravilhoso bolo cítrico de amêndoa quis muito usar este livro lindo novamente; a vontade de fazer um bolinho e um pouco de creme de leite fresco prestes a estragar na geladeira foram as razões pelas quais optei por este bolo com canela: ficou delicioso, muito macio e perfumado, perfeito com uma xícara de chá ou café – mais um ponto para a dupla de Davids. :)

Bolo mesclado com canela
um nadinha adaptado do lindo e delicioso Piece of Cake: Home Baking Made Simple

- xícara medidora de 240ml

Açúcar e canela:
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
¼ xícara (44g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
½ colher (chá) de canela em pó
¼ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora

Bolo:
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/8 colher (chá) de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 175g - de açúcar cristal
2 ovos grandes
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1 xícara de creme azedo (sour cream)*

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de bolo inglês de 22,5x12,5cm.
Açúcar e canela: misture todos os ingredientes em uma tigelinha e reserve.
Bolo: em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, e raspe as laterais da tigela a cada adição. Junte a baunilha. Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos e o creme azedo em três ou quatro adições, alternando, e batendo apenas até incorporar – termine de misturar com uma espátula. Transfira 1/3 da massa para a forma preparada e polvilhe com metade do açúcar e canela. Cubra com mais 1/3 da massa e polvilhe com o açúcar e canela restante. Cubra com a massa restante e, usando uma faquinha sem ponta ou espátula pequena, faça um zigue-zague do lado mais estreito da forma para o outro. Asse por 50-60 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma por 15 minutos e então desenforme com cuidado sobre a gradinha. Deixe esfriar completamente.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 6-8 porções

Thursday, April 18, 2013

Bolo de laranja e uísque e mais filmes

English version

Orange and whisky cake / Bolo de laranja e uísque

Como vocês sabem, morro de medo de filmes de terror – o problema é que a minha irmã os adora; como ela não reclama das minhas escolhas cinematográficas reúno todo a coragem que possuo (que, para ser honesta, é praticamente nenhuma) e vejo os filmes horripilantes com ela – não seria justo negar isso a ela, não é? Meu mecanismo de defesa consiste em cobrir os olhos nas cenas mais assustadoras e a Jessica acha isso bem engraçado. :)
Há alguns dias assistimos a “Mama” e confesso que dei alguns gritos no cinema – sim, tenho 34 anos e sou patética. :) Ainda assim gostei bastante do filme mas precisava de algo mais leve para relaxar e nada poderia ter sido mais perfeito do que “Ruby Sparks: A Namorada Perfeita”, um dos filmes mais adoráveis que já vi! Uma trama inteligente, um roteiro bem escrito, um elenco ótimo e uma trilha sonora linda, tudo combinado em um filme que comove mas ao mesmo tempo dá uma sensação gostosa. É tão bonito que eu não me importaria de vê-lo novamente qualquer hora dessas; costumo repetir as coisas das quais gosto e os bolos da Lisa Yockelson se encaixam nesta categoria: esta versão de laranja e uísque segue a fórmula do bolo amanteigado de rum – um bolo macio envolto em uma caldinha alcoólica – e é igualmente delicioso – uísque combina bem com cítricos tanto quanto com chocolate.

Bolo de laranja e uísque
um tiquinho adaptado do Baking Style: Art, Craft, Recipes

Bolo:
2 xícaras + 2 colheres (sopa) - 300g - de farinha de trigo
1 colher (sopa) de amido de milho
2 ¼ colheres (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
¾ xícara (170g) de manteiga sem sal, amolecida
1 ½ xícaras (300g) de açúcar cristal
raspas da casca de 2 laranjas grandes
4 ovos grandes
½ colher (chá) de extrato de baunilha
½ xícara (120ml) de suco de laranja espremido na hora
2 colheres (sopa) de uísque

Calda:
3 colheres (sopa) - 42g - de manteiga sem sal, picada
3 colheres (sopa) de açúcar cristal
1 colher (sopa) de uísque
1 colher (sopa) de suco de laranja espremido na hora

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga e enfarinhe uma forma redonda de furo central canelada (do tipo Bundt) com capacidade para 10 xícaras de massa.
Em uma tigela média, peneire juntos a farinha, o amido, o fermento e o sal. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga até ficar cremosa. Junte o açúcar aos poucos e bata até obter uma mistura bem leve e clara. Junte as raspas de casca de laranja e a baunilha. Acrescente os ovos, um a um, batendo bem a cada adição – raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Em velocidade baixa, adicione os ingredientes secos peneirados em três adições alternando com o suco de laranja em duas adições (comece e termine com os ingredientes secos). Incorpore o uísque.
Transfira a massa para a forma preparada e alise a superfície. Asse por 45-50 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 10 minutos – enquanto isso, faça a calda: em uma panelinha de fundo grosso, combine todos os ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo, até a manteiga derreter e o açúcar dissolver. Retire do fogo.
Com jeitinho, inverta o bolo na gradinha e pincele-o generosamente com a calda quente. Deixe esfriar completamente antes de servir.

Rend.: 10-12 porções

Tuesday, April 16, 2013

Pãezinhos de parmesão

English version

Parmesan pull aparts / Pãezinhos de parmesão

Uma vez eu lhes disse que não conseguiria sobreviver sem pão e queijo, lembram? Por isso, dá pra imaginar o quanto eu amei estes pãezinhos? :) Eles são deliciosos recém-assados – duvido que alguém consiga resistir a atacá-los no momento em que saem do forno – mas também ficam ótimos reaquecidos; por isso, caso vocês tenham a sorte de ter pãezinhos sobrando eles podem ser consumidos em outro momento. Apenas não contem com isso – sério mesmo. :D

Pãezinhos de parmesão
do sempre delicioso Epicurious

- xícara medidora de 240ml

2 colheres (chá) de fermento biológico seco
1 colher (chá) de mel de sabor suave ou açúcar
2/3 xícara (160ml) de leite integral morno, uso dividido
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo comum + 2 colheres (sopa) para polvilhar sobre a massa
1 ¼ xícaras (37g) de queijo parmesão ralado bem fininho (de preferência com um ralador como o Microplane) + um punhado extra para polvilhar sobre os pãezinhos
1 colher (chá) de sal
2 ovos grandes
5 colheres (sopa) - 70g - de manteiga sem sal, picada em porções de 1 colher (sopa), amolecida
1 colher (sopa) de água
1 ovo, para pincelar os pães

Na tigela grande da batedeira, misture o fermento, o mel e 1/3 xícara (80ml) do leite morno. Reserve por cerca de 5 minutos ou até espumar. Acrescente a farinha, o queijo, o sal e o leite restante e misture com o batedor em formato de gancho (ou o para massas pesadas) em velocidade baixa. Aumente para a velocidade média e junte os 2 ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Continue batendo até que uma massa macia se forme, cerca de 3 minutos. Junte a manteiga, 1 colher (sopa) por vez, até amassa ficar elástica, cerca de 2 minutos (esta massa é bem grudenta).
Raspe as laterais da tigela deixando a massa bem no centro. Polvilhe com as 2 colheres (sopa) de farinha, cubra com filme plástico e deixe crescer em um lugar livre de correntes de ar até dobrar de volume, 1 ½ a 2 horas. Unte com manteiga uma forma retangular de 20x30cm. Reserve.
Dê um soquinho na massa para retirar o ar, mas não sove. Transfira para uma superfície levemente enfarinhada e divida em 12 partes iguais. Faça uma bolinha com cada parte de massa, enrolando-a na superfície usando uma das mãos em formato de concha. Arrume as bolinhas de massa na assadeira preparada deixando 2,5cm de distância entre uma e outra. Cubra com um pano de prato limpo e seco (não use pano felpudo) e deixe crescer novamente até que a massa dobre, de 1 a 1 ½ horas.
Pré-aqueça o forno a 190°C – você vai assar os pãezinhos no centro do forno.
Em uma tigelinha, bata levemente com um garfo o ovo restante e a água. Pincele os pães com a mistura (haverá sobra) e polvilhe com o queijo extra. Asse por 20-25 minutos ou até que os pãezinhos estejam bem dourados. Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos. Solte os pãezinhos das laterais da forma com uma faquinha e inverta-os sobre a gradinha, virando em seguida para que o topo fique para cima. Deixe esfriar pelo menos 20 minutos.

Rend.: 12 unidades

Sunday, April 14, 2013

Brownies de chocolate com cranberries secas

English version

Chocolate brownies with dried cranberries / Brownies de chocolate com cranberries secas

Tenho feito brownies com certa frequência ultimamente: são rápidos e fáceis de preparar, deliciosos, todo mundo adora e eu não preciso esperar a manteiga amolecer para prepará-los, o que os torna perfeitos para as vontades de cozinhar repentinas. Fiquei um tempão de olho nos brownies do Paul Hollywood mas meu pequeno estoque de cranberries secas tinha acabado - sabia que quando comprasse as frutinhas os brownies seriam a primeira coisa que faria com elas. Na verdade, acabaram sendo a segunda coisa, mas ficaram muito saborosos - não que eu tivesse qualquer dúvida: eu jamais duvidaria do cara responsável pelo melhor brioche que comi na vida. :)

Ah, comprei as minhas cranberries secas no site da Casa Santa Luzia - foram entregues por Sedex em apenas quatro dias úteis. Fica a dica. :)

Brownies de chocolate com cranberries secas
do lindíssimo e infalível How to Bake (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

100g de manteiga sem sal, picada
200g de chocolate meio-amargo picado – usei um com 53% de cacau
4 ovos*
¾ xícara (250g) de açúcar cristal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
¾ xícara (105g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
1/3 xícara (30g) de cacau em pó, sem adição de açúcar
1 xícara (110g) de cranberries secas, envolvidas em 1 colher (chá) de farinha de trigo

Pré-aqueça o forno a 180°C; forre uma forma quadrada de 20cm com papel alumínio, deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças”; unte o papel com manteiga.
Coloque a manteiga e o chocolate em uma tigela média e leve-os ao banho-maria, mexendo até que derretam. Retire do fogo e deixe esfriar um pouco. Na tigela grande da batedeira, com o batedor de arame, bata os ovos e o açúcar juntos até obter um creme claro e espesso, e que caia em formato de fita quando o batedor for levantado. Junte a baunilha e bata para incorporar. Com jeitinho, incorpore a mistura de chocolate derretido. Peneire a farinha, o fermento, o sal e o cacau juntos sobre a massa e misture de baixo para cima, gentilmente, até incorporar tudo. Junte as cranberries. Despeje a massa na forma preparada e leve ao forno por 25-30 minutos ou até que se forme uma crosta na superfície mas a mistura ainda esteja molinha no centro. Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Corte em quadradinhos.

* a receita pedia ovos médios – usei do tipo grande, separando os menores que havia na caixa

Rend.: 16 brownies

Friday, April 12, 2013

Bolo de sour cream mesclado com doce de leite + "Perdidos na Noite"

English version

Sour cream dulce de leche swirl cake / Bolo de sour cream mesclado com doce de leite

Assisti a muitos filmes maravilhosos quando era mais jovem – foi quando comecei a prestar atenção nos diretores e não somente nos elencos – e muitos deles se tornaram clássicos; entretanto, há ainda outros tantos para ver e há alguns dias foi uma alegria riscar da lista o fantástico e brilhante “Perdidos na Noite”. Estou até agora boba com as performances de Jon Voight e Dustin Hoffman, me faltam palavras para descrever o que eles fazem no filme – é o que pode haver de melhor em termos de atuação, algo que eu gostaria de ver com mais frequência nos filmes lançados hoje em dia.
Adoro sequências iniciais – minha amiga Bianca sabe disso – e “Perdidos na Noite” tem uma das melhores que vi: é bonita, com um quê poético, e “Everybody’s Talkin’” gruda na cabeça da gente. E além de toda a grandeza do filme, algo me chamou a atenção: Angelina Jolie se parece demais com seu pai quando ele era jovem – a semelhança é impressionante.

***

Bolos feitos com creme azedo (sour cream) se tornaram favoritos meus – a textura é sempre bem macia. Este aqui não é exceção e como bônus há pequenos bolsos de doce de leite escondidos em cada fatia de bolo. Nham! :)

Bolo de sour cream mesclado com doce de leite
um tiquinho adaptado da sempre deliciosa Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

225g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
180g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
230g de açúcar cristal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
3 ovos, temperatura ambiente
2/3 xícara de sour cream*
½ xícara de doce de leite cremoso
2/3 xícara (73g) de pecãs, picadas – meça, depois pique

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma redonda de 20cm, com aro removível, forre o fundo com um círculo de papel manteiga e unte o papel também (eu usei uma forma com fundo removível).
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento e o sal. Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar e a baunilha até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo a cada adição. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Acrescente o creme azedo e bata para incorporar. Com o auxílio de uma espátula de silicone, incorpore a mistura de farinha à massa, misturando de baixo para cima.
Espalhe metade da massa na forma preparada. Espalhe às colheradas metade do doce de leite sobre a massa e, usando uma faquinha sem ponta, misture levemente criando o efeito mesclado. Cubra com o restante da massa e o restante do doce de leite, repetindo o procedimento. Cubra o bolo com as pecãs e leve ao forno por cerca de 1 hora ou até que cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma, sobre uma gradinha, por 25 minutos. Com cuidado, remova as laterais da forma e deixe o bolo esfriar completamente.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 8 porções


Wednesday, April 10, 2013

Pãezinhos de mirtilo e canela + um pouco de comédia depois de tanto drama

English version

Spiced blueberry rolls / Pãezinhos de mirtilo e canela

Depois de assistir a diversos dramas da TV um atrás do outro uma garota precisa de algo para rir, não? Encontrei a solução perfeita em “Parks and Recreation”: nem terminei a primeira temporada e já viciei completamente! Amy Poehler é absolutamente hilária – começo a rir só de olhar para ela – e os outros atores do elenco são ótimos, também, sendo Nick Offerman e Aziz Ansari os meus favoritos. Há dias em que não há nada melhor do que sentar com algo fresquinho e gostoso – como estes pãezinhos de mirtilo – para assistir “Parks and Recreation”; só é preciso cuidado para não engasgar – comer e rir ao mesmo tempo pode ser bem perigoso (experiência própria). :D

Pãezinhos de mirtilo e canela
um nadinha adaptados de um dos livros mais lindos e mais deliciosos que possuo

Massa:
225ml de leite integral
75g de manteiga sem sal
300g de farinha de trigo
125g de farinha de trigo integral
70g de açúcar cristal
raspas da casca de 1 limão siciliano
1 pitada de sal
2 ½ colheres (chá) de fermento biológico seco
1 ovo
1 colher (chá) extrato de baunilha

Recheio:
75g de manteiga sem sal, amolecida
75g de açúcar cristal + um pouquinho extra para polvilhar os pãezinhos
1 colher (chá) de canela em pó
200g de mirtilos (blueberries), frescos ou congelados (usar sem descongelá-los antes)

Massa: em uma panelinha, aqueça o leite e a manteiga até que o leite quase ferva e a manteiga derreta quase que completamente. Deixe amornar.
Na tigela grande da batedeira, misture as farinhas, o açúcar, as raspas de limão, o sal e o fermento. Faça um buraco no centro da mistura e despeje o ovo, a baunilha e o leite com a manteiga. Com o batedor em formato de gancho (ou o batedor para massas pesadas), bata em velocidade médio-baixa até obter uma massa homogênea e elástica, cerca de 5 minutos. Transfira para uma tigela grande levemente untada com manteiga, cubra com filme plástico e deixe crescer por cerca de 1 hora.
Recheio: com a batedeira, bata a manteiga, o açúcar e a canela até homogeneizar. Reserve.
Unte levemente com manteiga uma assadeira de 20x30cm. Com o rolo, abra a massa sobre uma superfície levemente enfarinhada até obter um retângulo de 30x50cm, deixando o lado mais longo virado para você. Espalhe o recheio de canela uniformemente sobre a massa e salpique com os mirtilos. Enrole feito um cilindro, começando pelo lado mais longo. Corte em 8 fatias e arrume-as na forma preparada, deixando 2,5cm de espaço entre elas. Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer por 1 a 1 ½ horas (se você usar mirtilos congelados deixe crescer por 2 horas). Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 190°C.
Salpique os pãezinhos com o açúcar extra e asse por cerca de 20 minutos ou até que cresçam e fiquem bem dourados.

Rend.: 8 unidades

Monday, April 08, 2013

Barrinhas de amêndoa, limão siciliano, e geleia de damasco

English version

Apricot lemon bars with almond crust / Barrinhas de amêndoa, limão siciliano e geléia de damasco

Uma das coisas bacanas em ter um blog há tanto tempo é que vocês já me conhecem o suficiente para não estranharem duas receitas de limão siciliano em seqüência por aqui. :)
Estas barrinhas vêm do ótimo livro de biscoitos da Alice Medrich e são uma variação de uma receita que fiz há algum tempo; ambas as versões são deliciosas e até agora não consegui escolher a minha preferida - acho que vocês terão de fazer as duas e depois me contar qual acharam melhor. ;)

Barrinhas de amêndoa, limão siciliano, e geleia de damasco
um tiquinho adaptadas do delicioso Chewy Gooey Crispy Crunchy Melt-in-Your-Mouth Cookies by Alice Medrich

-xícara medidora de 240ml

Base:
¾ xícara + 1 ½ colheres (sopa) - 120g - de farinha de trigo
1/3 xícara (33g) de farinha de amêndoa
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
1/8 colher (chá) de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida
¾ colher (chá) de extrato de baunilha

Cobertura:
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 ovos grandes
½ colher (chá) de extrato de baunilha
½ xícara (150g) de geleia de damasco
1/3 xícara (80ml) de suco de limão siciliano

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma forma quadrada de 20cm com papel alumínio, deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças”; unte o papel com manteiga.
Base: coloque a farinha de trigo, a farinha de amêndoa, o açúcar e o sal em uma tigela grande e misture bem. Junte a manteiga e a baunilha e misture até obter uma pasta homogênea. Pressione a massa no fundo da forma preparada e leve ao forno por 25-30 minutos ou até que asse completamente e esteja dourada no centro.
No final do tempo de forno da base prepare a cobertura: em uma tigela média, misture a farinha e o açúcar. Junte os ovos e a baunilha e misture bem com um batedor de metal. Junte a geleia e misture, desmanchando quaisquer pedaços muito grandes de fruta. Junte o suco de limão. Quando a base estiver pronta, abaixe a temperatura do forno para 150°C e derrame a cobertura sobre a base. Asse por mais 20-25 minutos ou somente até a cobertura firmar e não balançar mais quando a forma for movimentada. Deixe esfriar completamente sobre uma gradinha.
Remova da forma com o auxílio das alças de papel alumínio e corte em barrinhas (elas podem ser mantidas em um recipiente hermético na geladeira por até 3 dias).

Rend.: 16 barrinhas

Friday, April 05, 2013

Bolo de limoncello

English version

Limoncello sheet cake / Bolo de limoncello

Há algumas semanas tive uma ótima surpresa enquanto fuçava no meu Delicious: encontrei um link que achei que tivesse perdido pra sempre! É o link de um blog que eu adorava ler, mas não me lembrava de jeito nenhum do nome (minha memória claramente não é mais a mesma). A receita de brownies com framboesas postadas por eles estava lá, marcada há três anos. Havia diversos posts deliciosos para ver e quando vi este bolo lindo de limoncello soube exatamente o que prepararia no final de semana – o bolo ficou muito bom, bem macio e perfumado com a bebida. A receita é tão fácil que nem precisa de batedeira.

Bolo de limoncello
um nadinha adaptado desse blog lindo

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
1 xícara de iogurte natural integral
2 ovos
1/3 xícara (80ml) de óleo de canola
raspas da casca de 2 limões sicilianos
suco de 1 limão siciliano
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara (200g) de açúcar cristal
½ xícara (120ml) de limoncello – usei caseiro
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal

Glacê:
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro
½-1 colheres (sopa) de suco de limão siciliano, mais se necessário

Bolo: pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma retangular de 20x30cm.
Em uma tigela grande, misture com o batedor de arame o iogurte, os ovos, o óleo, as raspas e o suco de limão. Junte a baunilha, o açúcar e o limoncello e misture bem.
Em uma tigela, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal e incorpore-os à mistura de iogurte – não bata demais. Despeje na forma preparada e asse por 20-25 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha.

Glacê: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigelinha. Aos poucos, acrescente o suco de limão, misturando com uma espátula de silicone, até obter a consistência. Espalhe sobre o bolo já frio. Aguarde a cobertura secar (cerca de 20 minutos).

Rend.: 20 porções

Wednesday, April 03, 2013

Babka de cream cheese e damasco + um filme inesquecível

English version

Apricot cream cheese babka / Babka de cream cheese e damasco

Há alguns dias consegui finalmente assistir a “Bullhead” – procurei pelo DVD por meses sem sucesso, mas dei a sorte de vê-lo em um canal a cabo sábado passado. É aquele tipo de filme que fica com você por dias, até mesmo semanas depois de vê-lo, e a principal razão é a performance poderosa e perfeita de Matthias Schoenaerts – a transformação física pela qual ele passou para viver Jacky é impressionante, mas há muito mais do que isso no papel, e acho um prazer e um privilégio ver um ator imerso em um personagem desta forma; lhes contar mais seria estragar o filme, por isso apenas digo que é ótimo que ainda existem atores dispostos a ir tão longe para criar performances como a de Schoenaerts e que isso me faz querer ver “Ferrugem e Osso” ainda mais – na verdade, quero ver mais deste ator e também de Michaël R. Roskam, e que notícia ótima foi ler que eles vão trabalhar juntos novamente, e com Tom Hardy, Noomi Rapace e James Gandolfini para tornar tudo ainda melhor. \0/

Também quero cozinhar mais deste livro adorável, cheio de fotos lindas e receitas deliciosas – se todas as outras receitas ficarem tão lindas e saborosas quanto esta babka ficarei bem contente!
Não desanimem com o fato de a receita ter várias etapas diferentes – cada uma delas é bem simples de fazer e o resultado final compensa cada minuto do preparo. Mas se ainda assim eu não conseguir convencê-los a preparar a babka peço encarecidamente que façam ao menos o recheio de damasco – é fantástico e vai deixar o pãozinho das suas manhãs muito mais interessante. :)

Apricot cream cheese babka / Babka de cream cheese e damasco

Babka de cream cheese e damasco
um nadinha adaptada do delicioso Standard Baking Co. Pastries

- xícara medidora de 240ml

Massa:
1 ¾ xícaras + 2 colher (sopa)s (265g) de farinha de trigo comum
2 colheres (sopa) + 1 colher (chá) de açúcar cristal
1 pitada de sal
1 colher (chá) de fermento biológico seco
1 ovo, temperatura ambiente
1/3 xícara (80ml) de leite integral morno
½ colher (chá) de extrato de baunilha
2 colheres (sopa) - 28g - de manteiga sem sal, amolecida

Recheio de damasco:
½ xícara (120ml) de suco de laranja espremido na hora
1/3 xícara de suco de limão siciliano
1 ½ xícaras de damascos secos
2 colheres (sopa) de açúcar cristal

Recheio de cream cheese:
225g de cream cheese, temperatura ambiente
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 pitada de sal

Cobertura streusel:
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
1 ½ colheres (sopa) de açúcar mascavo claro – aperte-o na colher na hora de medir
1 pitada de sal
¾ xícara (105g) de farinha de trigo
3 ½ colheres (sopa) - 50g - de manteiga sem sal, derretida e fria

Para pincelar:
1 ovo
1 pitada de sal

Massa: coloque a farinha, o açúcar, o sal e o fermento na tigela grande da batedeira e misture. Junte o ovo, o leite, a baunilha e a manteiga e, usando o batedor em formato de gancho (ou o batedor para massas pesadas) bata em velocidade média até obter uma massa homogênea e elástica, cerca de 5 minutos. Faça uma bola com a massa e coloque-a em uma tigela grande levemente pincelada com manteiga. Cubra com filme plástico e deixe crescer em um lugar morninho por cerca de 1 hora ou até dobrar de volume (fiz a babka em um dia friozinho e a massa precisou de 1 ½ horas). Enquanto a massa cresce, prepare os recheios e a cobertura streusel.
Recheio de damasco: em uma panela pequena, misture o suco de laranja, o de limão, os damascos e o açúcar. Leve ao fogo médio-baixo por 10-15 minutos, mexendo ocasionalmente, até que os damascos estejam macios e cerca de metade do líquido tenha reduzido. Retire do fogo e deixe esfriar completamente. Transfira para o processador de alimentos e processe até obter um purê. Reserve em temperatura ambiente.
Recheio de cream cheese: em uma tigela média, misture o cream cheese e o açúcar e bata com uma colher de pau até homogeneizar. Junte a gema, a baunilha e o sal e misture para incorporar. Reserve em temperatura ambiente.
Cobertura streusel: em uma tigela média, misture com um batedor de arame os açúcares, o sal e a farinha. Adicione a manteiga e misture com uma espátula de silicone até que a mistura pareça uma farofa grossa. Leve à geladeira.
Montagem da babka: unte com manteiga uma forma de bolo inglês de 22,5x12,5cm. Em uma superfície levemente enfarinhada, abra a massa com um rolo até obter um retângulo de 25x60cm, com o lado mais longo virado para você. Espalhe o recheio de damasco sobre a massa uniformemente, deixando uma beirada de 1cm sem recheio. Espalhe o recheio de cream cheese sobre o recheio de damasco. Começando pela parte inferior da massa, enrole como se fosse um rocambole até o centro do retângulo. Faça o mesmo com a parte superior da massa, fazendo com que os dois “rolinhos” se encontrem no meio. Visualize o cilindro todo como se fosse dividido em três partes iguais. Dobre o terço esquerdo sobre a parte do meio, e em seguida dobre o terço direito sobre ele. Vire a massa fazendo com que a junção fique virada para baixo. Segure as duas pontas da massa, torça-a gentilmente e coloque na forma preparada. Coloque o ovo e o sal em uma tigelinha e bata ligeiramente com um garfo. Pincele a babka com a mistura, cubra com filme plástico e deixe crescer novamente por 1 ½ a 2 horas – estará pronta para assar quando ao se pressionar a massa com a ponta do dedo a marca permanecer. Enquanto isso, guarde o ovo batido na geladeira.
Pré-aqueça o forno a 190°C. Pincele a babka novamente com o ovo batido e espalhe sobre ela a cobertura streusel, pressionando levemente com a palma da mão para aderir. Asse por cerca de 50 minutos ou até que a babka esteja bem dourada. Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por cerca de 25 minutos e então desenforme com cuidado sobre a gradinha – fique ciente de que algumas migalhas da cobertura se desprenderão do pão ao desenformá-lo.

Rend.: 6-8 porções

Monday, April 01, 2013

TLCs (biscoitos de aveia e pecãs)

English version

TLCs (oatmeal pecan cookies) / TLCs (cookies de aveia e pecãs)

Sempre que decido comprar livros de receita tenho uma dificuldade tremenda em escolher os títulos da minha lista de desejos (que, aliás, só cresce). Entretanto, ao voltar da viagem a NY ano passado eu tinha certeza de que o “Bouchon Bakery” do Thomas Keller estaria em minha próxima compra – depois de provar algumas delícias servidas na linda loja no Rockefeller Center não havia nenhuma dúvida. :D

Estes cookies deliciosos foram a primeira receita que preparei do lindíssimo livro: eles são uma versão sem frutas secas dos famosos biscoitos de aveia tão comuns nos EUA e que geralmente têm passas em sua composição – eu adoro frutas secas e mesmo assim amei estes biscoitos. :)

TLCs
do lindo Bouchon Bakery

- xícara medidora de 240ml

1 xícara + 1 ½ colheres (sopa) - 155g - de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de canela em pó
1/8 colher (chá) de sal
1 ½ xícaras (135g) de aveia em flocos
212g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
140 de açúcar cristal
75g de açúcar mascavo claro
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 ovo grande
135g de pecãs picadas grosseiramente, levemente tostadas e frias

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o bicarbonato, a canela e o sal. Junte aveia e misture.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, os açúcares e a baunilha até obter uma mistura cremosa e clara. Junte o ovo e bata para incorporar. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos em três adições, misturando apenas até incorporar. Junte as pecãs. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por 2 horas.
Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Faça bolinhas com 1 colher (sopa) cheia de massa e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse por cerca de 10 minutos ou até que os biscoitos dourem nas extremidades. Deixe esfriar nas assadeiras sobre uma gradinha por 10 minutos, e então remova com cuidado com uma espátula de metal transferindo para a gradinha. Deixe esfriar completamente.

Rend.: cerca de 45 cookies

Related Posts with Thumbnails