Wednesday, April 30, 2014

Pavlovas de chocolate e duas surpresas no mesmo seriado + uma novidade

English version

Chocolate pavlova / Pavlova de chocolate

Nunca prestara atenção em Jon Hamm antes de “Mad Men” (e aparentemente não fui a única) e apesar da minha bronca com a quinta e parte da sexta temporadas tenho de ser honesta: não poderia haver outro Don Draper, Hamm é perfeito para o papel.

Acostumada ao sisudo – e por vezes rude – personagem do seriado me surpreendi ao vê-lo em uma comédia, e dias atrás a surpresa foi ainda maior ao vê-lo atuando em uma série de humor negro, e o fazendo brilhantemente. O choque dobrou quando vi, no mesmo seriado, Harry Potter, quero dizer, Daniel Radcliffe absolutamente fantástico dando vida a um personagem completamente diferente de HP – jamais imaginei que ele tivesse um timing tão bom para comédia.

Tudo em “A Young Doctor's Notebook” é sublime: o elenco coadjuvante, o roteiro, a produção. Foram duas horas muito bem gastas na frente da TV e agora espero ansiosamente pela próxima temporada – enquanto isso não acontece, mantenhamos a Mãe Rússia em mente com esta deliciosa sobremesa criada em homenagem a Anna Pavlova.

UPDATE: O Technicolor Kitchen agora tem uma página no Facebook - vem gente! :D

Pavlovas de chocolate
adaptadas do fantástico Bon Appetit Desserts, inspiradas pelo lindíssimo Annie Bell's Baking Bible

- xícara medidora de 240ml

Suspiros:
4 claras grandes (112g)
1 pitada de sal
¼ colher (chá) de cremor tártaro
1 xícara (200g) de açúcar cristal
2 colheres (chá) de amido de milho
½ colher (chá) de vinagre branco
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (sopa) de cacau em pó, sem adição de açúcar, peneirado

Para a montagem:
1 xícara (240ml) de creme de leite fresco bem gelado
1 colher (sopa) de açúcar de confeiteiro, peneirado
200g de framboesas frescas

Suspiros: pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Na tigela grande da batedeira, bata as claras e o sal até espumarem. Junte o cremor tártaro. Continue batendo até que picos suaves se formem. Aos poucos, acrescente o açúcar, batendo até que a mistura fique espessa e brilhante, cerca de 5 minutos. Junte o amido de milho, o vinagre, a baunilha e o cacau e bata. Coloque colheradas de merengue na forma preparada, formando 6 montinhos arredondados (deixando 5cm de distância entre um e outro). Com as costas de uma colher, faça uma leve depressão no centro de cada montinho.
Leve ao forno e imediatamente baixe a temperatura para 120°C. Asse até que os suspiros estejam secos por fora (mas ainda macios por dentro), a cor esteja opaca e que possam ser removidos facilmente do papel manteiga, aproximadamente 70 minutos. Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha (os suspiros podem ser preparados até 8 horas antes de serem servidos – mantenha em temperatura ambiente).

Na hora de montar a sobremesa, bata o creme de leite e o açúcar em uma tigela média até obter picos médios. Coloque os suspiros em pratinhos e coloque colheradas de creme batido no centro de cada um deles. Arrume as framboesas sobre o creme.

Rend.: 6 porções

Monday, April 28, 2014

Bolo francês de maçã e o júri de Cannes

English version

French apple cake / Bolo francês de maçã

Algo que sempre me deixa curiosa é o júri de Cannes, especialmente o presidente – às vezes não é nada de especial, às vezes a Palma de Ouro tem um jeitão político até demais, e às vezes pode ser uma completa surpresa.

Este ano Jane Campion será a presidente do júri, o que para mim é uma notícia ótima por duas razões: é uma mulher, o que até hoje só aconteceu nove vezes, e é uma diretora que admiro bastante. Willem Dafoe e Nicolas Riding Hefn são parte do júri, também, e acho isso fantástico já que ambos são conhecidos por coisas nada convencionais – o que acho sempre bom.

E já que falamos da Croisette, nada melhor do que um bolo francês para acompanhar: neste caso, um bolo gostoso e extremamente macio, cheio de maçãs picadinhas e fatiadas, e com uma camada de geleia de damasco para dar sabor e brilho. Oh là là! :)

Bolo francês de maçã
de um dos meus livros favoritos

- xícara medidora de 240ml

500g de maçãs firmes, que não desmanchem quando cozidas – usei Gala
90g de manteiga sem sal
1 canela em pau, quebrada ao meio
4 ovos médios*
250g de açúcar cristal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
¼ xícara (60ml) de óleo de canola
280g de farinha de trigo
2 colheres (chá) cheias de fermento em pó
1 pitada de sal
raspas da casca de 1 limão siciliano
2 colheres (sopa) de Calvados ou rum – usei o último
150g geleia de damasco

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma redonda de 23cm de diâmetro, forre o fundo com um círculo de papel manteiga e o unte o papel também.
Reserve 1 maçã para o topo do bolo e descasque e pique em cubinhos as restantes. Derreta 30g da manteiga em uma frigideira grande antiaderente, junte as maçãs e a canela em pau e cozinhe por 5 minutos ou até que as maçãs estejam macias, mas não desmanchando. Deixe esfriar completamente. Derreta a manteiga restante e deixe esfriar.
Na batedeira, bata os ovos e o açúcar até que dobrem de volume e se tornem um creme claro e espesso. Junte a baunilha. Com uma espátula, incorpore a manteiga e o óleo, misturando gentilmente de baixo para cima. Peneire e farinha, o fermento e o sal sobre a massa e incorpore da mesma forma, gentilmente. Faça o mesmo com as raspas de limão e o Calvados/rum, seguidos das maçãs (descarte a canela em pau). Transfira para a forma preparada. Corte a maçã restante em fatias finas e arrume-as sobre a massa, formando três círculos. Asse por 50-60 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar completamente na forma.
Com cuidado, desenforme o bolo, remova o papel manteiga e inverta-o em uma gradinha. Aqueça a geleia de damasco até que ela esteja líquida, passe por uma peneira e pincele o bolo todo com ela. Deixe secar antes de servir.

* sempre compro ovos do tipo grande, então escolhi os menores da embalagem para usar na receita

Rend.: 10-12 porções

Friday, April 25, 2014

Cinnamon rolls com chocolate para uma mente que não consegue esquecer

English version

Cinnamon and chocolate rolls / Cinnamon rolls com chocolate

Por dias fiquei com cinnamon rolls na cabeça e não tinha bem certeza da razão – talvez porque eu vira alguns no Starbucks quando passei lá com uma amiga? Faz sentido. Mas eu também vi muffins de mirtilo por lá e nem lembrei da existência deles – minha mente e seu jeito peculiar de ser. :)

Por ser Páscoa eu queria fazer algo de chocolate, então por que não adicionar um punhado do ingrediente nos já deliciosos cinnamon rolls? Fiz isso, inspirada pelo Eric Lanlard, e para tornar os pãezinhos mais interessantes troquei um pouco da farinha de trigo por farinha integral: além de o sabor combinar super bem com o chocolate e a canela, a farinha deu um lindo tom dourado aos rolls (e aliviou um tiquinho o fator culpa). :D

Decidi não colocar cobertura nos pãezinhos por duas razões: achei que seria um exagero e sem ela os rolls podem ser reaquecidos no forno por alguns minutos antes de servir – o chocolate derretido junto com a canela no pão morninho é algo que pre-ci-so recomendar a vocês.

Cinnamon rolls com chocolate
adaptados de duas fontes ótimas: Chocolat e The Beekman 1802 Heirloom Dessert Cookbook: 100 Delicious Heritage Recipes from the Farm and Garden

- xícara medidora de 240ml

Massa:
2 ½ colheres (chá) de fermento biológico seco
¼ xícara (50g) + 1 colher (chá) de açúcar cristal
¼ xícara (60ml) de água morna
6 colheres (sopa) - 85g - de manteiga sem sal, temperatura ambiente
4 gemas grandes
¾ xícara (180ml) de buttermilk*
½ colher (chá) de sal
80g de farinha de trigo integral
3 a 4 xícaras (420g a 560g) de farinha de trigo comum

Recheio:
100g de açúcar mascavo claro
2 colheres (chá) de canela em pó
1 pitada de sal
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal, bem molinha
100g de chocolate amargo ralado – usei um com 53% de cacau e moí no processador de alimentos

açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Massa: em uma tigelinha ou xícara, dissolva o fermento e 1 colher (chá) do açúcar na água morna. Reserve até que espume, cerca de 5 minutos.
Enquanto isso, na batedeira usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga e o ¼ xícara de açúcar restante até homogeneizar. Junte as gemas, o buttermilk e o sal e bata bem (a mistura pode parecer talhada). Junte o fermento e bata. Acrescente a farinha de trigo integral e 3 xícaras de farinha de trigo comum e vá batendo até misturar. Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e sove até obter uma massa lisa e elástica, adicionando farinha se necessário – eu usei o batedor de gancho da Kitchen Aid para sovar e no total usei 470g de farinha de trigo comum.
Transfira a massa para uma tigela grande levemente pincelada com manteiga, cubra com filme plástico e deixe crescer até dobrar de volume, cerca de 1 hora.

Recheio: em uma tigelinha, misture o açúcar mascavo, a canela e o sal. Reserve.
Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e abra com um rolo até obter um retângulo de 30x45cm. Espalhe a manteiga sobre a massa e então salpique com a mistura de canela seguida do chocolate. Começando pelo lado mais longo, enrole a massa firmemente formando um cilindro. Corte em 16 fatias iguais.
Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com papel alumínio e pincele-o levemente com manteiga. Arrume as fatias de massa sobre o papel deixando 2,5cm de distância entre uma e outra. Cubra de maneira frouxa com filme plástico e deixe crescer novamente por cerca de 45 minutos - enquanto isso, pré-aqueça o forno a 180°C.
Asse por 20-25 minutos ou até que os pãezinhos dourem e estejam assados por dentro. Retire do forno e deixe esfriar na forma por 10 minutos. Transfira para uma gradinha e sirva mornos ou em temperatura ambiente.

* para fazer 1 xícara de buttermilk: coloque 1 colher (sopa) de suco de limão em uma xícara medidora de 240ml, complete com leite integral em temperatura ambiente e aguarde 10-15 minutos para sorar; use todo o conteúdo da xícara em usa receita

Rend.: 16 unidades

Wednesday, April 23, 2014

Bolo de geleia de laranja e coisas novas

English version

Marmalade cake / Bolo de geleia de laranja

Geleia é algo que sempre tenho em casa, mas tenho um amor especial por geleia de laranja, tanto que o ingrediente se tornou um dos meus preferidos: sua mistura de azedo e amargo é ótima na torrada e/ou no pão integral e também vai bem em bolos, barrinhas e tortas.

Eu costumava achar geleia de laranja um troço muito amargo, mas aprendi a apreciá-la com o tempo – do mesmo jeito que aprendi a gostar de cerveja. Agora, é raro eu não comer uma colherada da geleia enquanto separo os ingredientes para as sessões de baking. :D

Este bolo, bem fácil de fazer e bem gostoso, veio daqui – nunca ouvira falar de Rosemary Shrager antes e o livro foi uma grata surpresa: tudo parece fantástico e já marquei várias receitas para provar. Também nunca ouvira falar de David Michôd ou de Michaël R. Roskam antes dos excelentes “Reino Animal” e “Bullhead” e agora mal posso esperar por “The Rover” e “The Drop” – coisas novas podem ser coisas boas, gente. :)

Bolo de geleia de laranja
um tiquinho adaptado do delicioso Rosemary Shrager's Bakes, Cakes & Puddings

Bolo:
250g de farinha de trigo
1 ¾ colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
130g de manteiga sem sal, amolecida
130g de açúcar cristal
raspas da casca de 1 laranja
3 ovos
½ colher (chá) de extrato de baunilha
50ml de leite integral, temperatura ambiente
150g de geleia de laranja

Glacê:

¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro – usei impalpável
1-2 colheres (sopa) de suco de laranja

Bolo: pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de 20cm, forre o fundo com papel manteiga e unte o papel também.
Em uma tigela média, peneire juntos a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal.
Na batedeira, bata a manteiga, o açúcar e as raspas de casca de laranja até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo a cada adição. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte a baunilha e o leite.
Com uma espátula de silicone, incorpore a geleia de laranja, misturando gentilmente de baixo para cima (a mistura pode parecer talhada). Incorpore os ingredientes peneirados da mesma forma. Transfira a massa para a forma preparada e asse por cerca de 40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma. Desenforme com cuidado, remova o papel e transfira o bolo para uma gradinha.

Glacê: peneire o açúcar em uma tigelinha e adicione o suco aos poucos, misturando, até obter uma consistência boa para espalhar sobre o bolo – se necessário, junte mais suco. Espalhe o glacê sobre o bolo. Deixe o glacê secar, cerca de 20 minutos.

Rend.: 16 quadradinhos

Monday, April 21, 2014

Cookies de chocolate branco e macadâmia (com um toque de ferro)

English version

Macadamia and white chocolate chip cookies / Cookies de chocolate branco e macadâmia

Não sou de repetir receitas doces frequentemente: com exceções de favoritíssimos da casa como os brownies de cacau da Alice Medrich ou o bolo de limão siciliano e tomilho do Nigel Slater, o que curto mesmo é testar novas coisas, ou pelo menos versões melhoradas e/ou diferentes de docinhos que já fiz e dos quais gostei.

Não fazia biscoitos de macadâmia e chocolate branco havia séculos e estava bem contente com a receita que tinha, mas quando vi a versão da Alice Medrich com aveia moída na massa tive que provar: depois de descobrir uma anemia tentei inserir mais alimentos ricos em ferro no dia-a-dia e aveia foi uma parte importante da dieta - neste caso foi uma vitória dupla, já que os biscoitos ficaram deliciosos. :)

Cookies de chocolate branco e macadâmia
do delicioso Chewy Gooey Crispy Crunchy Melt-in-Your-Mouth Cookies by Alice Medrich

75g de aveia em flocos
100g de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/8 de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida e ainda morna
70g de açúcar cristal
70g de açúcar mascavo claro
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 ovo grande
135g de macadâmias tostadas e salgadas, picadas grosseiramente
170g de chocolate branco, em gotas ou picado

Em um processador ou liquidificador, moa a aveia até obter uma farinha. Junte a farinha de trigo, o bicarbonato e o sal e pulse para misturar.
Em uma tigela grande, misture a manteiga derretida, os açúcares e a baunilha. Acrescente o ovo e misture com um batedor de arame. Junte os ingredientes secos e misture somente até que eles umedeçam. Deixe a mistura esfriar por alguns minutos se ainda estiver morna. Junte as macadâmias e o chocolate, cubra e leve à geladeira por pelo menos 2 horas (de preferência de um dia para o outro).

Pré-aqueça o forno a 165°C – você vai assar os biscoitos no centro do forno, uma assadeira por vez. Retire a massa da geladeira para amolecer um pouquinho. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga. Faça porções de 1 colher (sopa) cheia por biscoito e coloque-as nas assadeiras, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse até que os biscoitos fiquem bem dourados, 13-15 minutos. Deixe esfriar na forma por 5 minutos e então deslize o papel com os biscoitos para uma gradinha e deixe esfriar completamente.

Rend.: cerca de 35 cookies

Wednesday, April 16, 2014

Mousse de chocolate branco, limão siciliano e limão taiti e o trailer de "Garota Exemplar"

English version

White chocolate, lemon and lime mousse / Mousse de chocolate branco, limão siciliano e limão taiti

O trailer de “Garota Exemplar” foi finalmente lançado e gente, que coisa maravilhosa: as cenas, as cores, a trilha (o pôster!), tudo parece ter sido feito sob medida para transformar um já ótimo livro em um filme bastante interessante.

Fincher é um dos meus diretores favoritos e ele é perfeito para histórias sombrias, sem contar que adoro o fato de ele não dar a mínima para o Oscar e fazer os filmes que quer do jeito que quer – sinto profunda admiração por alguém que não liga para as pessoas idiotas que ainda não deram um prêmio para Gary Oldman e Leonardo DiCaprio. :D

Li o livro há meses, mas ainda o tenho fresco na memória – espero que isso dure até outubro. A princípio eu não tinha curtido muito a ideia de Fincher de alterar o final do livro, mas depois que a Raquel me contou que a própria Gillian Flynn escreveu o novo final relaxei – vamos ver o que ela inventará para a tela grande.

Adoro chocolate branco, mas sei que pode ser um pouco doce demais às vezes: é por isso que gosto de usá-lo com sabores cítricos ou azedos. Nesta mousse o chocolate é combinado com raspas da casca de dois tipos de limão e há ainda o azedinho das framboesas para balancear as coisas – foi uma combinação perfeita, assim como David Fincher e histórias sombrias. :D

Mousse de chocolate branco, limão siciliano e limão taiti
um nadinha adaptada do Gordon Ramsay's Ultimate Home Cooking (comprei o meu aqui)

100g de chocolate branco picadinho
300ml de creme de leite fresco
raspas da casca de 1 limão taiti
raspas da casca de 1 limão siciliano
3 claras grandes
50g de açúcar cristal
150g de framboesas + algumas extras, para decorar

Coloque metade do creme de leite (150ml) em uma panelinha e leve ao fogo até que comece a ferver. Retire do fogo e imediatamente adicione o chocolate branco, mexendo até que derreta e a mistura fique homogênea. Deixe esfriar.

Coloque o creme de leite restante em uma tigela com as raspas de casca dos limões e bata com um batedor de arame até obter picos suaves. Gentilmente, incorpore o creme batido à mistura de chocolate, misturando de baixo para cima. Reserve.

Em outra tigela, usando a batedeira, bata as claras até obter picos suaves. Batendo, acrescente o açúcar aos poucos, 1 colher (sopa) por vez, até obter uma mistura brilhante, sedosa e firme, porém com picos ainda suaves. Gentilmente incorpore as claras à mistura de chocolate, misturando de baixo para cima, tentando manter o máximo de ar possível para obter uma mousse leve.
Divida as framboesas entre seis potinhos de 200ml e cubra-as com a mousse. Leve à geladeira por 4 horas ou de um dia para o outro, preferivelmente. Decore com framboesas e sirva.

Rend.: 6 porções

Monday, April 14, 2014

Muffins de amêndoa e pera e as alegrias do outono

English version

Pear and almond muffins / Muffins de amendoa e pera

Sei que muita gente fica triste quando olha pela janela e vê um dia nublado e chuvoso, mas eu não: na verdade, sinto uma alegria enorme quando o clima está assim, como hoje em São Paulo (também adoro dias frios com sol - acho que é o melhor dos dois mundos).

O outono chegou, aparentemente (mas vamos falar baixo ou a temperatura pode decidir passar dos 30°C de novo), tempo de sopas e ensopados, chocolate quente, e de maçãs e peras, frutas que adoro - e este ano pretendo experimentar alguma receita com marmelo, também. Estes muffins, deliciosos e macios, com um toque de limão siciliano e amêndoa, valeram todo o sacrifício que foi desenformá-los: sua textura delicada combinada à umidade da pera tornaram difícil a tarefa de retirá-los da forma, mas nada que um pouquinho de paciência e uns palavrões aqui e ali não resolvessem. ;)

Muffins de amêndoa e pera
um nadinha adaptados do lindíssimo Love, Bake, Nourish: Healthier cakes and desserts full of fruit and flavor

Cobertura de fruta:
2 peras pequenas, sem os miolos, em fatias bem fininhas
20g de manteiga sem sal, derretida
1 colher (sopa) de açúcar demerara

Muffins:
125g de manteiga sem sal, amolecida
65g de mel de sabor suave
100g de açúcar cristal
2 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
150g de farinha de trigo peneirada
1 colher (chá) cheia de fermento em pó
1 pitada de sal
60g de farinha de amêndoa
50ml de leite integral, temperatura ambiente
raspas da casca de 1 limão siciliano

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga uma forma de muffins com 12 cavidades (usei esta) ou forre-a com forminhas de papel (eu untei a forma e foi difícil desenformar os bolinhos, por isso recomendo usar as forminhas de papel como a Valentina fez).
Coloque as fatias de pera em uma tigela, regue com a manteiga derretida e salpique com o açúcar demerara. Misture bem para cobrir as fatias de pera e então arrume-as no fundo das forminhas de muffin, apertando bem.


Muffins: na batedeira, bata a manteiga, o mel e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo a cada adição, e adicione 1 colherada da farinha de trigo caso a mistura pareça talhada. Raspe as laterais da tigela. Acrescente a baunilha e bata. Com uma espátula de silicone, incorpore gentilmente a farinha de trigo restante, o fermento, o sal, a farinha de amêndoa, o leite e as raspas de casca de limão, misturando de baixo para cima até incorporar os ingredientes. Espalhe a massa sobre as fatias de pera e asse os muffins por 20-25 minutos ou até que cresçam e dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então desenforme com cuidado, transferindo para a gradinha. Sirva mornos ou em temperatura ambiente.

Rend.: 12 unidades

Saturday, April 12, 2014

Asinhas de frango grudentinhas e deliciosas e zonas de conforto

English version

Sticky chicken wings / Asinhas de frango grudentinhas e deliciosas

Admiro quem sai de sua zona de conforto: não é algo fácil de fazer, nem todo mundo está pronto para isso, então parabéns para quem o faz. Mas ao mesmo tempo fico pensando que se estamos fazendo algo realmente bem, por que não continuar fazendo?

A vida é equilíbrio, acho.

Pensei nisso quando vi o pôster de “Maps to the Stars”, do Cronenberg – lá vai ele de novo trabalhar com Robert Pattinson (o cara que tornou impossível ver mais do que trinta minutos de “Cosmópolis”). Ah, David, já deu, né? É bacana variar as coisas de vez em quando, te admiro por isso, mas deixe de tontice e volte a trabalhar com Viggo, por favor. Volte àquela zona de conforto talentosa, lhe imploro.

Quando quero algo gostoso para o almoço e não tenho tempo de ficar procurando por aí fico na minha zona de conforto “alimentícia” e recorro a fontes em que confio: Nigella, Martha, Jamie – eles dificilmente desapontam. Bill Granger é parte da lista, também, com suas receitas sempre simples e gostosas, como estas asinhas que além de facílimas de preparar são, literalmente, de lamber os dedos.

Asinhas de frango grudentinhas e deliciosas
um tiquinho adaptadas do delicioso Holiday

4 ½ colheres (sopa) de mirin
4 ½ colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
3 colheres (chá) de açúcar cristal ou refinado
2 dentes de alho grande, amassados
1 colher (chá) de gengibre fresco ralado
1 colher (chá) de cominho em pó
suco de 1 limão taiti
pimenta do reino moída na hora
16 asinhas de frango, sem as pontinhas
cebolinha em fatias fininhas, para servir

Em uma tigela rasa e não metálica, misture o mirin, o molho de soja, o açúcar, o alho, o gengibre, o cominho, o suco de limão e a pimenta e adicione o frango, cobrindo bem com a marinada. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 4 horas (ou de um dia para o outro).

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com uma camada dupla de papel alumínio e pincele-o levemente com óleo. Retire as asinhas da marinada e arrume-as sobre o papel alumínio, sem sobrepor. Asse por 30 minutos, virando-as uma vez.
Enquanto isso, despeje a marinada em uma panelinha e ferva em fogo baixo até reduzir pela metade. Despeje sobre o frango e asse por mais 10-15 minutos ou até que as asinhas fiquem bem douradas e grudentas. Salpique com a cebolinha picada e sirva imediatamente.

Rend.: 4 porções

Thursday, April 10, 2014

Bolo Madeira de limão siciliano e o poder da calda

English version

Lemon Madeira cake / Bolo Madeira de limão siciliano

Sim, eu fiz mais um bolo de limão siciliano. De novo. É um vício, não consigo me controlar. :D

Bolos são os doces de que mais gosto de fazer, limão siciliano é o meu sabor favorito e sempre tenho um ou dois deles na geladeira – fica fácil decidir. Entretanto, quando este bolo esfriou e cortei uma fatia dele, achei que precisava de algo mais – era um bolo simples (do tipo que adoro), mas precisava de um tchan: precisava ser pincelado com uma calda quente de limão – isto tornou um bom bolo em um bolo maravilhoso.

Acho que o pessoal por trás de “Mad Men” decidiu pincelar calda quente de limão por todo o seriado no meio da sexta temporada – uhú! \0/

Bolo Madeira de limão siciliano
um tiquinho adaptado do lindíssimo Seasonal Baking

Bolo:
100g de manteiga sem sal, derretida e fria
280g de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
4 ovos grandes
300g de açúcar cristal
raspas da casca de 2 limões sicilianos
suco de 1 limão siciliano
150ml de creme de leite fresco

Calda:
2 colheres (sopa) de suco de limão siciliano
50g de açúcar cristal

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga e enfarinhe uma forma de furo central (tipo Bundt) com capacidade para 10 xícaras de massa.
Peneire a farinha, o fermento e o sal em uma tigela e reserve. Na batedeira, bata os ovos, o açúcar e as raspas da limão até obter um creme bem claro e espesso. Com uma colher grande ou espátula de silicone, gentilmente incorpore o creme de leite à mistura, seguido dos ingredientes peneirados, a manteiga e o suco de limão – misture apenas até misturar os ingredientes, não mexa demais para não perder o ar incorporado à massa. Transfira para a forma preparada e asse por cerca de 50 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe o bolo esfriar na forma por 15 minutos, e então desenforme sobre uma gradinha e deixe esfriar.

Calda: coloque o suco de limão e o açúcar em uma panelinha e leve ao fogo médio até que comece a ferver. Ferva em fogo baixinho por 1 minuto, retire do fogo e pincele o bolo generosamente com a calda quente. Deixe esfriar antes de servir.

Rend.: 10-12 porções

Monday, April 07, 2014

Frutas vermelhas com calda de chocolate branco e limoncello e "Noé"

English version

Iced berries with limoncello white chocolate sauce / Frutas vermelhas com calda de chocolate branco e limoncello

O que faz uma ateia assistir a um filme baseado em uma história bíblica? No meu caso, Darren Aronofsky – ele é um dos meus diretores favoritos e eu vejo qualquer coisa que ele faça, mesmo que seja sobre algo em que não acredito.

Acho incrível que Aronofsky tenha feito um filme sobre um personagem da bíblia e ainda assim não o tenha pintado com fortes tons religiosos – o Noé dele é humano, e por causa disso é cheio de falhas (e interpretado perfeitamente por Russell Crowe). É interessante ver traços de outros filmes do diretor em “Noé”, como o visual dos sonhos do personagem, a muitas vezes sufocante trilha sonora e, a parte que mais amei no filme, quando Noé conta para sua família como o mundo foi criado – lindíssima, a cena me emocionou e ao final dela eu estava com os olhos marejados.

Não acho “Noé” o melhor filme de Aronofsky até hoje e definitivamente não é o meu preferido – “Réquiem para Um Sonho” é – mas ainda assim é bem melhor do que muitos filmes que vi ultimamente. Posso confiar em Aronofsky para fazer algo incomum e interessante toda vez, mesmo que não seja um favorito meu – sei que ele fará algo para ser comentado, discutido, e isso é mais do que posso dizer sobre muitos diretores. Ele criou algo belo mesmo quando teve o orçamento drasticamente reduzido (e pensar que Brad Pitt deixou o projeto para participar do pífio “Tróia” – que patético).

Do mesmo jeito que confio em Aronofsky quando o assunto é cinema, sei que posso confiar em Nigella quando o assunto é comida – eu provavelmente teria ignorado esta receita se não fosse por ela; pode não ser uma sobremesa favorita, mas é certamente uma ideia boa para aquela vontade repentina de comer um docinho (ou para visitas repentinas, também).

Frutas vermelhas com calda de chocolate branco e limoncello
do ótimo Nigellissima: Instant Italian Inspiration

500g de frutas vermelhas congeladas (sem descongelar antes)
4 colheres (sopa) de limoncello – usei caseiro
1 xícara (240ml) de creme de leite fresco
200g de chocolate branco bem picadinho

Retire as frutas vermelhas do freezer e arrume-as em um prato ou tigela rasa em uma única camada (use um prato que não seja completamente plano, caso contrário a calda vazará). Regue as frutas com 2 colheres (sopa) do limoncello e reserve por 5 minutos – enquanto isso, coloque o creme de leite e as 2 colheres (sopa) restantes de limoncello em uma panelinha e leve ao fogo até que comece a ferver (não deixe que isso aconteça). Retire do fogo e junte o chocolate branco, girando a panela para que este fique submerso. Gire a panela mais uma vez para garantir que o chocolate derreta.
Com uma espátula de silicone, misture a calda gentilmente para que fique homogênea e então derrame sobre as frutas vermelhas. Sirva imediatamente.

Rend.: 4-6 porções

Friday, April 04, 2014

Frango assado com pasta de curry vermelha, algo forte e algo mais suave

English version

Roast curry chicken / Frango assado com pasta de curry vermelha

Ao começar a ler a notícia sobre os livros encadernados com pele humana descobertos em Harvard imediatamente pensei em Sam Raimi e em “A Morte do Demônio”, e ao final do artigo descobri que o autor pensara neles, também. :)

Filmes são uma questão de gosto, assim como comida: este franguinho assado simplíssimo, amaciado pelo buttermilk e temperado pela pasta de curry, é uma ideia boa até para dias mais agitados, já que o forno faz todo o trabalho – você só precisa de tempo para deixar a marinada cumprir seu papel enquanto o frango repousa na geladeira. Entretanto, nem todo mundo gosta de comida super picante, e pastas de curry variam em intensidade e sabor, sendo umas mais ardidas do que outras, por isso prove a pasta que comprar antes de adicioná-la à marinada: ela pode ser fortíssima como o filme de 1981 ou mais suave como a versão de 2013. ;)

Frango assado com pasta de curry vermelha
adaptado do delicioso e lindíssimo Feed Me Now!

3 colheres (sopa) de leite integral
suco de 3 limões taiti grandes
3 colheres (sopa) de pasta de curry vermelha*
2 dentes de alho, amassados até virarem purê
sal e pimenta do reino moída na hora
8 pedaços de frango – use os seus preferidos

Em uma tigela grande e rasa, misture o leite e o suco de limão e reserve por 10 minutos (assim você obterá buttermilk, ingrediente que deixa o frango bem macio). Junte a pasta de curry, o alho, sal e pimenta e misture. Adicione os pedaços de frango, vire-os para cobrir bem com a mistura e cubra com filme plástico. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas ou de um dia par ao outro.

Pré-aqueça o forno a 190°C. Forre uma assadeira grande (em que caibam os pedaços de frango sem que fiquem sobrepostos) com uma camada tripla de papel alumínio e pincele-o levemente com óleo ou azeite. Arrume os pedaços de frango sobre o papel, um ao lado do outro, e regue com a marinada. Asse por 60-70 minutos ou até dourar bem (cozinhe de acordo com a sua preferência, mais clarinho ou mais dourado).
Sirva em seguida.

*pastas de curry variam em intensidade e sabor, umas são mais ardidas do que outras, por isso prove antes de temperar o frango e ajuste a quantidade de acordo com a sua preferência – eu usei esta pasta (comprei na Casa Santa Luzia)

Rend.: 4 porções

Wednesday, April 02, 2014

Muffins de maçã e pecã e sendo corajosa (?)

English version

Apple pecan muffins / Muffins de maçã e pecã

O que mais ouvi nestas quase duas semanas de cabelo bem curtinho foi “nossa, como você é corajosa!” e ainda não descobri como devo responder corretamente ao comentário já que não acho que coragem tenha algo a ver com cortar o cabelo – eu não acho que devo ser parabenizada, não fiz nada... corajoso. :)

É óbvio que quero que meu cabelo fique bacana, mas não sou apegada a ele em termos de comprimento, nunca fui. Apenas não acho que longo = bonito necessariamente, mas parece que a maioria das mulheres que conheço pensa assim, inclusive minha irmã. Estava fazendo as unhas outro dia quando vi uma menina bem jovem (vinte anos, talvez) cortando o cabelo bem curtinho como o meu, e o cabeleireiro olhou pra mim e disse: “corto cabelo há tantos anos e é bem raro me pedirem este tipo de corte... Eu acho lindo, mas a maioria das mulheres simplesmente não topa. Acho que as que o fazem não se importam muito com a opinião dos outros...” – sorri pra ele, balancei a cabeça e me lembrei de um texto que lera havia um tempo. Acho que são mesmo as minhas bochechas (e o meu rosto redondo) contra o mundo (e olhem que de bochechas eu entendo, e muito). ;D

Agora, se vocês querem mesmo discutir coragem, façam estes muffins e comam apenas um – isso sim é o que eu chamo de bravura. :D

Muffins de maçã e pecã
um nadinha adaptados do delicioso The Seasonal Baker: Easy Recipes from My Home Kitchen to Make Year-Round

- xícara medidora de 240ml

2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
2 maçãs Granny Smith grandes, descascadas, miolos removidos, em cubinhos
1 colher (sopa) + ¾ xícara (150g) de açúcar cristal
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de sal
2 colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de canela em pó
½ xícara (120ml) de óleo de canola
2 ovos grandes
¾ xícara (180ml) de leite integral
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
150g de pecãs picadas, tostadas ligeiramente e frias + 12 metades de pecãs para decorar os muffins
açúcar demerara, para polvilhar

Derreta a manteiga em uma panela média em fogo médio. Junte as maçãs e 1 colher (sopa) do açúcar e cozinhe até que as maçãs estejam macias, mas não moles demais, 5-7 minutos. Retire do fogo e deixe esfriar completamente.
Pré-aqueça o forno a 190°C. Unte com manteiga uma forma de muffin com 12 cavidades.
Em uma tigela grande, misture com um batedor de arame a farinha, o sal, o fermento, o bicarbonato e a canela. Reserve.
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame os 150g restantes de açúcar e o óleo. Adicione os ovos, o leite e a baunilha e misture. Junte aos ingredientes secos e misture apenas até que estes sejam absorvidos – não mexa demais, massa de muffin é empelotada mesmo, se mexer demais os muffins fiarão duros. Gentilmente, incorpore as maçãs e as pecãs.
Divida a massa entre as forminhas untadas e coloque uma metade de pecã no topo de cada muffin. Salpique com açúcar demerara.
Asse por cerca de 20 minutos ou até que os muffins cresçam e dourem – faça o teste do palito.
Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então desenforme com jeitinho, transferindo para a gradinha. Sirva mornos ou em temperatura ambiente.

Rend.: 12 unidades – fiz metade da receita e consegui 8 muffins usando esta forma

Related Posts with Thumbnails